Um recomeço

And here we go again…

Praia de Jericoacoara-CE

Praia de Jericoacoara-CE. Fotografia feita pela Alyne usando minha Lumix-FZ28 durante a nossa lua de mel.

seguindo a dica dada pela Pee, resolvi iniciar mais um blog e abandonar meu antigo Grimório. Muitos podem se perguntar o porquê de tal atitude.

Bem… a verdade é que já faz algum tempo que deixei minhas práticas pagãs de lado. Vou levando minha vida da melhor forma que posso. Agradeço e converso com os deuses todos os dias. Mas tenho me sentido extremamente distante de tudo aquilo que acredito. Me sentindo distante de meus ancestrais, de meus amigos espirituais, de meus deuses.

E a verdade é que isto esta(va) me consumindo. Tenho me sentido cada vez mais perdido. Cada vez mais cansado. Mas triste. Não. Triste não. Minha vida é ótima. Minha esposa é maravilhosa. Meu emprego é bom. Não posso dizer que estou triste. Seria injustiça. Mas mesmo assim tenho me sentido… como poderia dizer?… incompleto… espiritualmente falando.

Sinto que devo me religar. Retornar às minhas origens. Retomar o contato com meu toten.

Lembro-me de quando o Bosi esteve passando pela mesma fase, se sentindo insatisfeito com a forma come levava a sua fé, e eu sugeri que ele usasse a fotografia, uma de suas paixões, pra reavivar seu amor pelos deuses. Sugeri que ele tentasse expressar através da arte de escrever com a luz aquilo que não conseguia com as letras.

Mas agora é a minha vez de fazer isto. Sinto que devo procurar novas formas de me colocar de novo nos eixos. Já que sei que não conseguirei esta motivação de pessoas próximas, tenho de arranjar uma forma de me inspirar sozinho.

Aliás, talvez essa seja a forma correta de se proceder, não é mesmo? Como minha mãe dizia, a salvação é individual. Você não pode esperar pelos outros pra se sentir motivado a cultuar os deuses.

Então, vou começar um novo blog, que será uma mistura de diário, lugar e desabafo e galeria. Os amigos que quiserem me visitar de vez em quando, sintam-se a vontade. Prometo que este será atualizado com mais frequência, e contará com menos baboseiras que o antigo.

Então, é hora de apertar o reset. Recomeçar o jogo e ver no que vai dar… =}

Ps.: Um detalhe interessante: quem me conhece (e presta atenção a detalhes) sabe que eu SEMPRE escrevia tudo em fonte itálica e da cor verde. Era uma forma de expressar minha paixão pelas plantas e a suavidade das coisas naturais. Como se, dessa forma, eu pudesse criar uma voz que lembrasse um sussurro e um ser silvestre.

Mas, a partir de agora, mudarei este padrão. Escreverei com esta fonte acinzentada e normal. Numa forma de representar que quem fala agora é o Lobo, um ser urbano que tenta se alinhar com a Mãe Terra, e não mais o DomeniK, o ser selvagem que participava dos fóruns antigamente.

Advertisements
This entry was published on 12 de July de 2012 at 11:44 and is filed under Amigos, Desabafo, Fotografia, Paganismo. Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

One thought on “Um recomeço

  1. Apesar de tudo, nunca me impus ser praticante ativa, quer dizer, eu tento, talvez não como deveria, mas nunca me coloquei em ir além do que eu podia. Me sinto bem em saber que estão lá e eu aqui e que pode haver uma conexão, por que é uma forma da qual eu sempre lidei com a religião e o sagrado, respeitosamente distante.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: